Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Os principais fluxos migratórios para a Europa e Portugal

Quais os principais países emissores de mão-de-obra para Portugal?

 

publicado por CP às 22:31
| Comentar
18 comentários:
De judite Stephanie a 5 de Junho de 2008 às 23:09
As maiores comunidades imigrantes legais em Portugal (em 2005) foram os brasileiros, ucranianos, cabo-verdianos e angolanos. No entanto, todas estas comunidades foram as maiores em diferentes anos, que foi sendo rapidamente suplantada por outras provenientes de ondas migratórias mais recentes. Este grande fluxo migratório muito se deveu à abertura das fronteiras da União Europeia por parte da Alemanha, em 1999. No entanto, devido à escassez de empregos indiferenciados nesse país fez com que estes migrassem para sul, para a Península Ibérica, onde existiam grandes necessidades de mão-de-obra para a construção civil e agricultura nos dois países ibéricos. A maioria desses imigrantes estava dividida em dois grupos, os eslavos: ucranianos, russos e búlgaros, e os latinos de leste: romenos e moldavos. Um dos maiores grupos e que se fixou nas regiões de Lisboa, Setúbal, Faro e Porto são os ucranianos, e ninguém sabe ao certo o seu número total. No entanto, o número de imigrantes legais, é de cerca de 70 000, sendo sabido que este número é muitas vezes inferior à realidade. O grupo é de tal forma numeroso que fez com que a Ucrânia de país distante e desconhecido passasse a familiar e que a maioria dos imigrantes de leste seja vista pelos portugueses como "ucranianos". A imigração de leste tornou-se de difícil controlo, e começaram a actuar no país máfias que traziam e controlavam imigrantes. Em 2003, a imigração em massa proveniente do leste europeu estacou e passou a ser de fluxo mais ténue, surgindo assim a imigração mais significativa de brasileiros e asiáticos de várias origens (nomeadamente indianos e chineses). Existem ainda pequenos núcleos de imigrantes provenientes da América Latina e do Norte de África.
Um outro factor que promove os fluxos migratórios é o estrangulamento económico dos países em vias de desenvolvimento, causado pelos programas de reajustamento estrutural, planos de reforma económica e medidas de austeridade impostos por organizações como o Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial ou a Organização Mundial do Comércio. Estamos, assim, a falar de refugiados económicos, pobres e obrigados a imigrar na busca estratégica da sobrevivência.

http://www.arikah.net/enciclopedia-portuguese/Imigra%C3%A7%C3%A3o_em_Portugal


De liliana e paula a 5 de Junho de 2008 às 23:14
As maiores comunidades imigrantes legais em Portugal (em 2005) foram os brasileiros, ucranianos, cabo-verdianos e angolanos. No entanto, todas estas comunidades foram as maiores em diferentes anos, que foi sendo rapidamente suplantada por outras provenientes de ondas migratórias mais recentes.Até aos anos 90 do século XX, a maioria da imigração em Portugal era oriunda de países lusófonos, dada a aproximidade cultural e linguística. No entanto, a partir de 1999, começou-se a moldar um tipo de imigração diferente e em massa proveniente da Europa de Leste, surgindo repentinamente no país.
Este grande fluxo migratório muito se deveu à abertura das fronteiras da União Europeia por parte da Alemanha, em 1999. No entanto, devido à escassez de empregos indiferenciados nesse país fez com que estes migrassem para sul, para a Península Ibérica, onde existiam grandes necessidades de mão-de-obra para a construção civil e agricultura nos dois países ibéricos.
A maioria desses imigrantes estavam divididos em dois grupos, os eslavos: ucranianos, russos e búlgaros, e os latinos de leste: romenos e moldavos.
Um dos maiores grupos e que se fixou nas regiões de Lisboa, Setúbal, Faro e Porto são os ucranianos, e ninguém sabe ao certo o seu número total. No entanto, o número de imigrantes legais, é de cerca de 70 000, sendo sabido que este número é muitas vezes inferior à realidade. O grupo é de tal forma numeroso que fez com que a Ucrânia de país distante e desconhecido passasse a familiar e que a maioria dos imigrantes de leste seja vista pelos portugueses como "ucranianos".
A imigração de leste tornou-se de difícil controlo, e começaram a actuar no país máfias que traziam e controlavam imigrantes.
Em 2003, a imigração em massa proveniente do leste europeu estacou e passou a ser de fluxo mais ténue, surgindo assim a imigração mais significativa de brasileiros e asiáticos de várias origens (nomeadamente indianos e chineses).
Existem ainda pequenos núcleos de imigrantes provenientes da América Latina e do Norte de África. Portugal foi durante séculos um pais onde a maior parte da sua população se viu forçada a emigrar para poder sobreviver, o que ainda continua a acontecer. A história de cada uma das inúmeras comunidades portuguesas espalhadas por todo o mundo espelham esta dura realidade. Nos vinte últimos anos, Portugal tornou-se também num destino para muito imigrantes.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Imigra%C3%A7%C3%A3o_em_Portugal
http://www.sosracismo.pt/livroimigracao.htm


De Hugo Fonseca a 12 de Junho de 2008 às 21:35
Portugal foi durante séculos um pais onde a maior parte da sua população se viu forçada a emigrar para poder sobreviver, o que ainda continua a acontecer. A história de cada uma das inúmeras comunidades portuguesas espalhadas por todo o mundo espelham esta dura realidade. Nos vinte últimos anos, Portugal tornou-se também num destino para muito imigrantes. Até aos anos noventa, foi sobre tudo procurado por habitantes dos países lusófonos, mas actualmente é mais procurado por pessoas oriundas dos países do leste da Europa.O grande "boom" da imigração ocorreu a partir de 1999 e só em 2003 abrandou. O número de imigrantes legais em Portugal, atinge 388.258 pessoas (Meados de 2002). A situação torna-se então extremamente difícil de controlar, sobretudo devido à acção das redes de imigração clandestina. Os principais fluxos migratorios para Portugal sao pessoas dos seguintes paises, Brasil, África, porém a ultima vaga de Imigrantes para Portugal são oriundos dos países de Leste (Ucrânia, Roménia, Rússia e Moldávia), China e India.

http://imigrantes.no.sapo.pt/page2.html


De Mariana a 16 de Junho de 2008 às 20:54
Os principais fluxos migratórios para a Europa e Portugal:

Até aos anos 90 do século XX, a maioria da imigração em Portugal era oriunda de países lusófonos, dada a aproximidade cultural e línguística. No entanto, a partir de 1999, começou-se a moldar um tipo de imigração diferente e em massa proveniente da Europa de Leste, surgindo repentinamente no país.
Este grande fluxo migratório muito se deveu à abertura das fronteiras da União Europeia por parte da Alemanha, em 1999. No entanto, devido à escassez de empregos indiferenciados nesse país fez com que estes migrassem para sul, para a Península Ibérica, onde existiam grandes necessidades de mão-de-obra para a construção civil e agricultura nos dois países ibéricos.
A maioria desses imigrantes estavam divididos em dois grupos, os eslavos: ucranianos, russos e búlgaros, e os latinos de leste: romenos e moldavos.
Um dos maiores grupos e que se fixou nas regiões de Lisboa, Setúbal, Faro e Porto são os ucranianos, e ninguém sabe ao certo o seu número total. No entanto, o número de imigrantes legais, é de cerca de 70 000, sendo sabido que este número é muitas vezes inferior à realidade. O grupo é de tal forma numeroso que fez com que a Ucrânia de país distante e desconhecido passasse a familiar e que a maioria dos imigrantes de leste seja vista pelos portugueses como "ucranianos".
A imigração de leste tornou-se de difícil controlo, e começaram a actuar no país máfias que traziam e controlavam imigrantes.
Em 2003, a imigração em massa proveniente do leste europeu estacou e passou a ser de fluxo mais ténue, surgindo assim a imigração mais significativa de brasileiros, asiáticos e africanos de várias origens (nomeadamente indianos, chineses, angolanos cabo verdianos e guinienses).
Existem ainda pequenos núcleos de imigrantes provenientes da América Latina e do Norte de África.

A situação dos imigrantes ilegais, sobretudo no Algarve, tornou-se nos últimos tempos particularmente problemática.
Uma coisa é certa o número de imigrantes ilegais, nos últimos anos, não tem parado de aumentar. Estimava-se em Abril de 2002 que vivessem em Portugal cerca de 200 mil imigrantes clandestinos, os números reais ninguém o sabe. Quem lucra com esta situação são as mafias e todo o tipo de exploradores desta mão-de-obra.


De Eduarda Azevedo a 7 de Julho de 2008 às 21:57
Os fluxos migratórios nos trinta países da OCDE têm vindo a aumentar desde 2004, sendo que a taxa de imigração em Portugal relativamente à população nacional é das mais baixas entre os países-membros, indica o relatório anual da organização.
Os dados mais recentes sobre a migração indicam que, após uma estabilização no período entre 2002 e 2003, os fluxos migratórios para os países da OCDE começaram a aumentar novamente a partir de 2004.
A imigração nos países escandinavos, na Alemanha, Irlanda, Japão e Luxemburgo aumentou ligeiramente desde 2003, sendo que se verificou um acréscimo significativo em países como Austrália, Áustria, Finlândia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.
Em relação ao volume de entrada de imigrantes em 2004, os Estados Unidos ficaram no topo da lista, com a chegada de quase 950 mil pessoas (946.100), seguindo-se o Reino Unido, que recebeu pouco mais de 300 mil (302.800), Canadá com 235.800, enquanto que em Portugal o número da OCDE aponta para 13.100 imigrantes.
De acordo com a organização, no ano de 2004, numa lista de 17 países liderada pela Suíça, que verificou a maior taxa de imigração relativamente à população nacional, Portugal figura no antepenúltimo lugar, antes do Japão.

http://www.acime.gov.pt/modules.php?name=News&file=article&sid=1801


De joaquim a 29 de Março de 2011 às 20:08
pra mim isso e uma merda que nao serviu pra nada


De jogos de futebol a 22 de Agosto de 2011 às 12:30
Tenho estado a navegar pela Internet porém muitas vezes não conseguimos achar o que procurávamos, mas eu encontrei aqui um blog bem engraçado e conveniente, irei continuar a passar para ir descobrindo as novidades x)


Comentar post

Escola EB 2,3/S de Baião

Pesquisar neste blog

 

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


Posts recentes

As dificuldades e os prob...

Os direitos e deveres dos...

As vantagens e desvantage...

Políticas de imigração

Os principais fluxos migr...

O conceito de imigração e...

Unidade 4 - A imigração e...

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008